Educação Fiscal – Pré A

LOJA DO SEU ZÉ

Objetivos: Ensinar as crianças a pedir Nota Fiscal, entender um pouco do que é feito com o dinheiro.

Letra: Fui comprar um brinquedo lá na Loja do seu Zé, escolhi o mais bonito e perguntei, quanto que é? Ele respondeu e eu fiquei muito contente o dinheiro que eu tinha dava pra comprar o presente. Ele embalou, então eu paguei, depois pedi a nota, mas não ganhei, eu não entendi, porque ele fez assim, pois o jeito certo é a nota vir pra mim. Então a mãe me explicou com bom gosto, que tem gente que engana e não quer pagar o imposto, daí falta dinheiro para as necessidades, das pessoas que vivem no campo e na cidade. Então entendi, a coisa como é, toda compra tem a nota vou falar pro Zé: – Seu Zé me da à nota chega de sonegação, que o dinheiro do tributo volta para o cidadão. Dá a nota Zé!

O vídeo, a letra: Pesquisando na internet, encontrei esse vídeo, e achei muito interessante e educativo, com letra fácil de pegar e difícil de esquecer.

Desenvolvimento: Assistimos ao vídeo por várias vezes, até aprender a letra e a dança. Selecionamos os personagens. Após conversamos sobre o assunto e sobre o que cada um entendeu.

Então começamos os ensaios por três semanas, todos os dias ensaiávamos um pouquinho.

Então fomos confeccionando os cartazes e a Loja do Seu Zé.

Após gravamos a voz da colega que iria representar o teatro, a fim de cocarmos ao fundo da apresentação.

Depoimento de um personagem do teatro

Seu Zé – Arthur (5 anos)

– O que você aprendeu com o teatro do Seu Zé?

Aprendi que tem que dar a nota e que o dinheiro vai para a escola.

– No que se transformam as notinhas?

Em dinheiro. O dinheiro constrói as cidades…

Conclusão: O teatro foi muito proveitoso.

Eles pegaram rápido a letra e a dança.  Interessaram-se no assunto. Gostaram dos personagens e adoraram representar.

Pegaram bem a letra e gravaram. Aprenderam a pedir notas.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Educação Fiscal – Maternal I

MERCADO DO M1

Introdução: Cada vez mais as pessoas estão sendo conscientizadas a exigirem a nota fiscal nos comércios, entendem que com esta ação acaba retornando dinheiro para o município e todos têm a ganhar. Para que isso aconteça o governo federal, estadual e juntamente com as prefeituras estão criando projeto e lançando campanhas de incentivos. Dentro dessa perspectiva o Projeto de Educação Fiscal visa levar informações e formar cidadãos conscientes.

Objetivo: Trabalhar com as crianças práticas que desenvolvam ações de direitos e deveres (tributários…) e também o hábito de pedir notas fiscais.

Desenvolvimento: Como são crianças de 3 à 4 anos (Maternal I) eles adoram fazer compras no mercado (principalmente guloseimas). A idéia partiu de uma conversa com os alunos (onde compram? O que compram?…) com isso decidimos fazer um mercado com reciclagem do lixo. Os alunos trouxeram os rótulos das mercadorias, fizeram alimentos com massa de modelar, confeccionaram os cestos com caixa de leite… Juntamente com os alunos a professora montou o mercado. Tendo o mercado pronto os alunos foram orientados pelas professoras a fazerem as compras com os cestos e carrinhos passando pelas prateleiras das mercadorias, caixa registradora, recebendo a nota fiscal e depositaram no mascote onde estas foram trocadas por cautelas que é o Talão da Sorte do município.

Depois que estes alunos do Maternal I vivenciaram esta experiência convidaram os alunos de outras turmas (Pré A e Maternal II) para vivenciar e brincar de fazer compras no mercado.

Após estes alunos terem participado da atividade foi realizado uma conversa sobre como se procede o funcionamento de receber e a importância da nota fiscal.

Gincana Educação Fiscal Escola Leonar Bauer

gincana

A Gincana: Educação Fiscal e cidadania, promovida pelas professoras do 4º e 5º ano da Escola Municipal de Ensino Fundamental Leonar Ricardo Bauer,  teve como objetivos trabalhar a Educação Fiscal, a cidadania, a sustentabilidade, promover conhecimento interdisciplinar através de atividade que vise incentivar o trabalho em equipe.

Os alunos desenvolveram diversas atividades relacionadas ao tema Educação Fiscal durante uma semana.

1º dia da gincana:

Os alunos foram divididos em equipes por meio de cores diferenciadas, receberam o regulamento da gincana e realizaram as seguintes atividades:

Atividade 1: Criação do nome para a equipe;

Atividade 2: Criação do grito de guerra;

Atividade 3: Criação da bandeira da equipe;

Atividade 4: Assistir aos vídeos: Cidadania para crianças e Origem dos Tributos e responder a questionamentos orais e escritos.

Atividade 5: Indo as compras: Foi montado em sala de aula um mini mercado e cada grupo recebeu um valor em dinheiro para gastar. Houve um revezamento entre os grupos, enquanto uns compravam outros vendiam.

Atividade 6: Somar o valor que foi gasto por todos os integrantes da equipe. Analisar qual a equipe que gastou mais dinheiro e qual economizou mais.

2º Dia de Gincana

Atividade 1: Registro da atividade 5 no livro da Educação Fiscal e Cidadania.

Atividade 2: Boliche usando o sistema monetário e sustentabilidade.

Atividade 3: Hora do conto: Contar a história “ Como se fosse dinheiro” de Ruth Rocha.

Atividade 4: Confecção e montagem de varal didático sobre a história, para ser apresentado para as demais turmas da escola.

3º Dia da Gincana

Atividade 1: Jogo da memória: Educação Fiscal.

Atividade 2: Entrevista com os pais e/ou responsáveis para colher as seguintes informações: local onde realizam suas compras (gêneros alimentícios) periodicamente, forma de pagamento, aproveitam as promoções, exigem cupom fiscal ou nota fiscal. Quais os valores arrecadados com o pagamento de tributos? Onde devem ser aplicados?

4º Dia da Gincana

Atividade 1: Trilha da Educação Fiscal.

Um aluno será escolhido para representar a sua equipe e andar na trilha conforme o número tirado no dado, cada vez que um aluno parar em um número par, o grupo deverá responder uma pergunta, ganhará o jogo a equipe que terminar primeiro, sendo que todas as equipes receberão as seguintes pontuações.

Atividade 2: Paródia

Foi elaborada uma paródia entre os grupos, onde todos irão ensaiar, criar coreografia, confeccionar pompom  e placas ilustrativas sobre a paródia para apresentar.

 

Atividade 3: Porquinho

Confecção de um cofrinho com material reciclável ( mini garrafas pet e EVA).

Atividade 4: Confecção de roupa com material reciclável

5º Dia da Gincana

Atividade 1: Trabalhando com a conta de Luz

Atividade 2: Se eu fosse prefeito!

Faz de conta que você é um candidato a prefeito da cidade e tem que fazer sua propaganda pessoal para conquistar o eleitor. Como será seu programa de governo? O que de fato fará para melhorar a sua cidade?

Para conferir todo o trabalho clique no link a seguir: Gincana Educação fiscal

Fotos da gincana:

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Programa Educação Fiscal na Escola Emílio Bauer

Os alunos da Escola Municipal Emílio Bauer trabalharam na criação de jingles para ressaltar a importância de se pedir nota fiscal nas compras no comércio.

Os alunos se basearam no texto a seguir para desenvolver as músicas:

Educação Fiscal

O brasileiro, desde sua origem, tem uma relação desatenta com impostos. É uma questão cultural imposta por condições políticas do passado, desde o Brasil colonial e imperial, que ficou como herança para o período republicano. Nas últimas décadas, a força da informação e a maior formação do brasileiro estão propiciando um interesse na cobrança de impostos. No intuito de criar uma conscientização nacional sobre a importância da participação de cada cidadão na arrecadação tributária, o governo federal implantou , em 1996, o Programa Nacional de Educação Fiscal(PNEF) em 1999 o nome foi alterado para Grupo de Educação Fiscal (Gef).

É importante informar os cidadãos sobre onde os impostos estão sendo empregados e quais benefícios públicos geram, além de motivar a contribuição e diminuição da corrupção. Os objetivos primordiais do programa é conscientizar sobre as funções socioeconômicas do tributo, fomentar o interesse da população e facilitar a compreensão quanto à aplicação da arrecadação nos recursos públicos.

Para a sociedade, é um caminho irreversível, mas precisa ter a participação ativa do cidadão. E é de interesse, deste e de outros Grupos de Educação Fiscal, facilitar o diálogo entre sociedade e Estado. Por isso, com ajuda do Teatro Ciranda da Arte, são criados textos, músicas, paródias e teatros a fim de difundir as informações com maior rapidez, simplicidade e eficácia. Outro desejo da Secretaria da Educação é implementar a Educação Fiscal na grade curricular do Ensino Médio.

É relevante reconhecer que apesar de todo o trabalho realizado, há muito a ser feito. Dentre os principais desafios do Gef, está a institucionalização, dentro dos municípios, dos Grupos de Educação. É preciso, também, ampliar os recursos para novas ações em todo o Estado. São passos novos que a sociedade precisa dar junto com estes disseminadores. (Pedro Bittar, empresário)


 

O vídeo ” A história dos Tributos”  foi apresentado aos alunos do 6º ano, eles escreveram nos cadernos conclusões a respeito do assunto.

Para complementar o aprendizado a equipe da Coordenadoria de Integração Tributária da Prefeitura de Brochier apresentou para os alunos da escola o tema “Condomínio Brasil”, sobre como equacionar a questão impostos/serviços públicos.

Divulgados os ganhadores dos prêmios NOTA FISCAL GAÚCHA BROCHIER – novembro/2015

Anunciados os ganhadores do prêmio do mês de novembro do programa NOTA FISCAL GAÚCHA BROCHIER.

Os ganhadores são:

1º Prêmio – Laurete Terezinha Willers Muller – de Capão da Canoa – R$ 150,00

2º Prêmio – Camila de Vargas Pedroso – de Brochier – R$ 100,00

3º Prêmio – Volmir Sidnei Herzer – de Brochier – R$ 50,00

Parabéns!

INSTRUÇÕES PARA RESGATE

Retirar o prêmio na Secretaria de Administração e Fazenda na Prefeitura Municipal de Brochier (Rua Guilherme Hartmann, 260). Levar documento de identificação. Entre em contato pelo fone (51)3697-1212 para combinar a entrega.


Ganhe você também

Compre no Comércio Varejista de Brochier peça CPF na nota e concorra a prêmios em dinheiro todos os meses. Não é cadastrado no programa ou possui dúvidas? Abaixo links úteis para ficar por dentro:

Nota Fiscal Gaúcha